segunda-feira, março 07, 2005

 

E agora José?

Estou muito curioso! Será que Sócrates vai manter as secretarias de estado fora de Lisboa?

Embora os passos dados fossem apenas um sinal(houve até quem dissesse que era demagógico) é fundamental que a estratégia se mantenha e haja coragem, não há razão nenhuma para se alterar esta medida ou até mesmo irmos mais longe com a deslocalização também dos organismos da administração pública.

Se não vejamos e de uma forma simplista, o que tem possibilitado a criação da maioria das cidades médias em Portugal tem sido a criação e o crescimentos das universidades (ex: Braga, Aveiro ou Coimbra) ou de clusters industriais. Fixar as pessoas fora de Lisboa só trás vantagens:

A primeira de todas é para o estado que poupa e dá mais condições de trabalho ao seus funcionários! Não somos um país tão rico para termos os edifícios estais ao lado das grande multinacionais. Por exemplo, mesmo ao lado das amoreiras, no edifício satélite, é a sede da DGITA(informática dos impostos), trabalham lá quase mil pessoas, entre funcionários e prestadores de serviços. Todos nós conhecemos sedes de organismos públicos nas avenidas mais importantes da capital. Como se sabe o preço do m2 de Lisboa e a manutenção dos edifícios não tem nada a ver com o de Castelo Branco, Portalegre ou Viseu. A venda destes edifícios permite custear na totalidade esta medida e ainda sobra para reduzir o défice ou para se tomar uma verdadeira medida socialista, isto é, aumentar a despesa...

Depois a qualidade de vida das pessoas! Ninguém ganha nada em passar 1h ou 2h no trânsito ou em transportes públicos todos os dias, só o fazemos pois não temos outra hipótese. Não quero falar já dos preços astronómicos que pagamos (ao senhorio ou ao banco) por casas de qualidade duvidosa...Uma coisa é certa em Bragança ou na Guarda os mesmos 750? que a maioria dos portugueses recebe permite a aquisição de um cabaz de bens e serviços 10 a 15% superior do que em Lisboa.

Por outra lado esta medida trás também desenvolvimento regional, a fixação de 2000 ou 3000 pessoas faz todo a diferença no comércio e serviços das regiões em causa.

Esta medida é boa para o Estado, para os Cidadãos e Empresas (isto não é para imitar o outro que dizia que o orçamento de estado é bom para o avó e para o bebé!).

Agora vamos ver se a palavra descentralização para os socialistas passa das ideias à prática! Se isto não for implementado prometo que tento arranjar uma expressão qualquer que seja conjugada com a palavra ?choque?.

A criação de cidades médias é um objectivo prioritário para o desenvolvimento de Portugal.

Comments:
Very nice site! » » »
 
What a great site » »
 
Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. » »
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?