quinta-feira, abril 07, 2005

 

Antes de começar, falemos sobre as oportunidades do país

"Rejeitem o sentimento de insuficiência da nossa época!"
José de Almada Negreiros

O país precisa de quem saiba ver para além da borrasca, para além do urgente, para além das miudezas das páginas primeiras dos jornais. Porque estes são tempos onde o mundo se reinventa, estes são também os tempos das grandes oportunidades.

Porque o país é a nossa língua, é na língua que encontramos a oportunidade de unir mundos e gentes. Mais de que velhos conceitos de pátria, nação ou estado, é a língua que nos une. Maltratá-la, reduzi-la à importância de uma rubrica de um pequeno orçamento de um pequeno ministério, é abdicar de uma herança que nunca nos pertence;

Porque o país é a vida das suas gentes, é preciso dar-lhes qualidade. É preciso pensar que um país deserto para além das grandes cidades, mesmo com túneis, estradas e obras, asfixiará sempre sobre o peso da sua própria macrocefalia. É preciso coragem para levar um pouco mais de país, onde o país não está chegar.

Porque o país é a geração que ainda não chegou, pensem-se políticas de natalidade, de apoio à maternidade. Pense-se no medo de milhares e milhares de jovens que querem dar sangue novo e não podem. Para além dos subsídios, pensem-se políticas de família.

José de Almada Negreiros reclamava "É preciso criar a Pátria Portuguesa do séc. XX".

Estamos cem anos atrasados. Começamos hoje.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?