sábado, maio 07, 2005

 

Afinal as promessas não são para cumprir

O Eng. Sócrates comprometeu-se com os portugueses durante a campanha eleitoral a apenas alterar a legislação relativa à interrupção voluntária da gravidez, desde que os portugueses manifestassem essa vontade em referendo.

Já dizia poeta: mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.

Passada a campanha eleitoral e frustrada a tentativa atabalhoada e sem nexo, de marcação de referendo, o PS virou o bico ao prego e já admite a alteração da lei sem ouvir os portugueses.
Não se discute a oportunidade a alteração da lei.O que se discute é a tentativa do PS em postergar aquele que é um valor essencial em democracia. Quando o povo se pronuncia sobre uma matéria por referendo, não deve a AR contrariar a manifestação de vontade aí demonstrada.

Lei aprovada por referendo, sempre alterada por referendo.

Comments:
Where did you find it? Interesting read film editing schools
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?