sexta-feira, junho 17, 2005

 

Uma grande Senhora

Em entrevista ontem à noite na RTP 1, Ferreira Leite afirmou que o Governo utilizou erradamente as conclusões do relatório final da comissão liderada por Victor Constâncio, que estimou um défice orçamental para este ano de 6,83 por cento do Produto Interno Bruto (PIB). "Existiu desonestidade política por parte do Governo", por fazer "uma encenação" com a estimativa de défice orçamental para 2005.

O défice "não tem motivos para ser superior a 5,6 ou 5,7 por cento [do PIB]", disse, acrescentando que os 6,2 por cento apontados já "decorrem das opções políticas deste Governo".

Afirmou também que está em "total desacordo" com a opção do Governo de aumentar os impostos e considera que as expectativas de aumento da receita não serão cumpridas.

Apesar das críticas, a ex-ministra disse que o programa do Partido Socialista (PS) está a aproximar-se do que o PSD defendia quando foi ministra, com excepção para as auto-estradas sem custo para o utilizar (SCUT) e para a decisão de não se recorrer a receitas extraordinárias. Mas mesmo nestas duas questões, Ferreira Leite disse prever que o PS vai mudar e que se trata apenas de uma questão de tempo.

Ontem fiquei com a certeza absoluta que o maior erro de Barroso foi não ter passado o n.º 2 do governo a n.º1.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?