segunda-feira, janeiro 30, 2006

 

Movimento Amigos de Manuel Alegre (MAMA).

O nome já está definido!

 

Vota Cavaco!?

"Na impossibilidade de o fazer pessoalmente, o Engº José Sócratespediu-me para o contactar com urgência, para este fax privado nacerteza de que o meu amigo compreenderá a necessidade de que estamensagem não seja amplamente divulgada, pois destina-se apenas ao núcleo de pessoas do partido envolvidas na campanha do Soares.
O que se passa é bastante grave e exige da nossa estrutura umaintervenção rápida e sigilosa.A sondagem porque aguardávamos foi-nos entregue hoje de manhã e indica claramente uma derrota de Soares em relação ao Alegre, numa diferençaque ultrapassa os 5%, sendo que a margem de erro desta sondagem é deapenas 3%.
Também nas últimas sondagens a publicar esta noite e amanhãpela comunicação social esta derrota é evidenciada. Por outro lado, ahipótese do Cavaco não ganhar logo à primeira volta existe e não estácompletamente afastada.
Na sondagem do PS indica 51%, mas como amargem de erro é de 3%, e com a tendência de descida que se verificou, é muito provável que o Cavaco fique abaixo dos 50% obrigando a umasegunda volta, por uma muito pequena diferença de votos. Neste caso,teríamos um cenário desastroso para o governo, para o PS e deixaria oEngº Sócrates numa posição fragilizada, ao ter avançado com a candidatura de Soares e ver-se depois obrigado a apoiar o Alegre paraa segunda volta, sendo certo que este poderá recusar publicamente esteapoio.Assim, o pedido que tem sido dirigido apenas ao núcleo de apoiantes da candidatura do Soares é de que tentem influenciar as pessoas que estãomais próximas de vós, sempre pessoalmente, para que votem em branco,ou mesmo que votem no Cavaco, para assegurar que não haja segundavolta, e o governo não saia fragilizado desta eleição.
O melhor argumento a apresentar é de que uma segunda volta, a existir, será umdesperdício de verbas do orçamento, uma vez que as sondagens indicamque se não passar na primeira volta o Cavaco ganhará folgadamentecontra o Alegre na segunda volta. Escusado será insistir na confidencialidade deste assunto."

sexta-feira, janeiro 27, 2006

 
Sócrates anunciou esta manhã na Assembleia da República dez medidas que serão em breve aprovadas em Conselho de Ministros. As dez novas medidas de simplificação burocrática e administrativa são bem-vindas!
Parabéns.

Primeira medida ? O Governo vai tornar facultativas todas as escrituras públicas sobre actos relativos à vida das empresas.

Segunda medida ? Todo o regime da fusão e da cisão de sociedades vai ser simplificado.

Terceira medida ? Criação de uma modalidade de «dissolução e liquidação na hora» das sociedades.

Quarta medida ? Vão acabar todos os livros de escrituração mercantil, excepto o livro de actas.

Quinta medida ? vai ser simplificada a autenticação de documentos e reconhecimento presencial de assinaturas.~

Sexta medida ? Criação, para as empresas, de um novo regime de Prestação Única de Contas.

Sétima medida ? Prestação única de informação das empresas à Segurança Social.

Oitava medida ? Eliminação da obrigatoriedade das certidões de inexistência de dívidas à Segurança Social e às Finanças.

Nona medida ? Criação do procedimento «Marca na Hora».

Décima medida ? Simplificação da prestação de informação pelas empresas industriais.

domingo, janeiro 22, 2006

 

Portugal Maior

Só não ganhou em Beja!!!!

quarta-feira, janeiro 18, 2006

 

Fartar de Vilanagem

Notícia do Independente

Um deputado municipal e ex-assessor de António Guterres quer cobrar ajudas de custo referentes a uma deslocação de 4600 quilómetros para estar presente numa reunião da assembleia municipal de Mação.
João Simões de Almeida tem residência oficial em Bruxelas e apresentou um boletim itinerário de ajudas de custo em que assume ter realizado de automóvel a viagem entre Bruxelas e Mação (ida e volta). Como o quilómetro equivale a 36 cêntimos, o deputado socialista pretende que lhe sejam pagos, só de gasolina, 1656 euros. Se a este valor se juntar a senha de presença de 56 euros e ainda o subsídio de 170 euros por ter de faltar ao serviço, Simões de Almeida "candidata-se" ao pagamento da módica quantia de 1882 euros. Tudo para estar presente na reunião de 29 de Dezembro. Segundo o boletim itinerário que preencheu, este ex-colaborador de Guterres foi de Bruxelas para Mação no dia 28, tendo regressado a Bruxelas no dia 31, às 19h00. Portanto, oficialmente, o agora funcionário comunitário passou boa parte do último dia do ano na estrada, chegando ao destino cinco escassas horas antes da dobragem de ano. Só que o membro da assembleia municipal de Mação foi visto no avião que fazia o percurso Iisboa-Bruxelas, no dia 4 de Janeiro, no voo TV 507 da Virgin Atlantic Airlines, que saiu às 19hlO. Curioso é que Simões de Almeida apresente o boletim itinerário no dia 30 de Dezembro, ainda antes de fazer a viagem de retorno para Bruxelas. O presidente da Câmara de Mação, José Saldanha Rocha, mandou suspender o pagamento solicitado no boletim e remeterá o caso para o Ministério Público, a Inspecção- -Geral da Administração do Território (IGAT) e a tutela. O autarca social- -democrata disse ao Independente que a situação é "inadmissível", podendo configurar um caso de "burla e extorsão". Contactado pelo Independente, João Simões de Almeida diz que agiu dentro da legalidade e que quando se candidatou foi claro quanto ao local de residência. Sobre a viagem de avião a 4 de Janeiro, não a desmente mas recusa fazer mais qualquer comentário por considerá-la do "foro privado". O socialista garante que nos dias 28 e 31 de Dezembro fez mesmo de carro, respectivamente, as viagens Bruxelas-Mação e Mação- -Bruxelas. Confrontado com a contradição entre esta prática e as restrições impostas pelo governo de José Sócrates, Simões de Almeida refuta- -a e afirma não ter culpa que a reunião fosse marcada para aquele dia. Rapaz socialista. A residência indicada por Simões de Almeida já levantara problemas. Por isso os serviços da câmara, ainda antes de qualquer situação concreta de deslocação, pediram um parecer jurídico à Comissão de Coordenação da Região Centro. Esse parecer recomendava o pagamento, sempre de ida e volta, da viagem de avião Bruxelas-Iisboa (sem especificar a classe) e dos quilómetros do trajecto lisboa-Mação. Calculadas as despesas destas duas viagens, o encargo para a autarquia rondaria, no máximo, os 450 euros (menos 1200 euros do que o apresentado). Durante a campanha eleitoral, e quando foram levantadas algumas dúvidas quanto à distância e despesas inerentes à distância entre Mação e Bruxelas, Simões de Almeida disponibilizou-se para doar a senha de presença a que tinha direito por cada reunião para instituições de carácter social desde que todos os membros da assembleia municipal o fizessem.
Simões de Almeida é, desde meados de 2004, funcionário da Direcção- -Geral de Justiça e Assuntos Internos em Bruxelas. Este funcionário público destacado pelo governo português foi assessor jurídico de António Guterres durante o seu primeiro executivo. Mais tarde foi vogal do conselho de administração do Instituto da Droga e Toxicodependêncía, tendo depois saltado para adjunto do presidente da Câmara de Santarém (então socialista). Simões de Almeida foi líder da concelhia do PS de Mação e cabeça de lista dos socialistas à assembleia municipal nas últimas eleições autárquicas.

terça-feira, janeiro 17, 2006

 

A Neve

Este fim de semana assitimos na televisão à saga dos automobilistas no IP4, itinerário este que se encontrava intransitável por causa da neve. O espantoso destas coisas é a causa delas...que neste caso não é a neve, porque na natureza não se pode fazer nada, mas a estrada encontrava-se intransitável porque o único limpa neves estava avariado...As televisões lá foram entrevistando os automobilistas que tiritavam de frio e lamentavam as suas vias, ou porque tinham que ir trabalhar, ou porque já não tinham gasoleo, ou porque já estavam há horas nessa situação, apanhando os relatos de vidas comuns, do cidadão em geral. Alguns momentos hilariantes quando o carro dos bombeiros improvisou um rodo e tentou limpar a neve, mas dificilmente sustendo o equilibrio.
Como é que é possível uma coisa destas acontecer?..são perguntas às quais já nos vamos habituando neste país, a não terem resposta. Acontece. Se chove porque chove. Se faz calor porque faz calor. Se neva porque neva. Constatações de um povo que só sabe funcionar em pleno. Como se nos dias "normais" as coisas funcionassem..pois tá bem..Adiante.
O motivo que me leva a desabafar connvosco, óh leitores deste cantinho blogosférico, são as palavras do Ex.mo Governador Civil do distrito quando entrevistado nesse domingo..Então Sua Excelência, como é ó-b-v-i-o para todos, irredutível na sua condição de mais-não-posso-fazer-porque-não-dá, aconselha aos "apanhados" na estrada, já que não podem mesmo fazer mais nada, a aproveitar, desculpem vou usar palavras dele, a "disfrutar" da maravilhosa paisagem da neve....oh meus amigos...se não tivesse assistido pensava que era mentira, talvez anedota, mas é verdade. É a neve, curtam!!
Será que dá para fazer analogias para outras situações?!
Apanhados num incêndio: Já que aqui estão então curtam o quentinho!
Apanhados numa cheia: Já que aqui estão e não podem sair, nadem um bocadinho!
Apanhados num ....etc, etc...

ai a neve, a neve...

sábado, janeiro 14, 2006

 
"De acordo com o Correio da Manhã, Maria Monteiro que é filha do antigo ministro António Monteiro e que actualmente ocupa o cargo de adjunta do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros vai para a embaixada portuguesa em Londres.

Para que a mudança fosse possível, José Sócrates e o ministro das Finanças descongelaram a título excepcional uma contratação de pessoal especializado.

Contactado pelo jornal, o porta-voz Carneiro Jacinto explicou que a contratação de Maria Monteiro já tinha sido decidida antes do anúncio da
redução para metade dos conselheiros e adidos das embaixadas.

As medidas de contenção avançadas pelo actual governo, nomeadamente o congelamento das progressões na função pública, começam a dar frutos.
Os sacrifícios pedidos aos portugueses permitem assegurar a carreira desta jovem de 28 anos que, apesar da idade, já conseguiu, por mérito próprio e com uma carreira construída a pulso, atingir um nível de rendimento mensal superior a 9000 euros.
É desta forma que se cala a boca a muita gente que não acredita nas potencialidades do nosso país, os zangados da vida que só sabem criticar a juventude, ponham os olhos nesta miúda.
A título de curiosidade, o salário mensal da nossa nova adida de imprensa da embaixada de Londres daria para pagar as progressões de 193 técnicos superiores de 2ª classe, de 290 Técnicos de 2ª classe ou de 290 Assistentes Administrativos.
O mesmo salário daria para pagar os salários de, respectivamente, 7, 10 e 14 jovens como a Maria, das categorias acima mencionadas, que poderiam muito bem despedir-se, por força de imperativos orçamentais.
Estes jovens sem berço, que ao contrário da Maria tiveram que submeter-se a concurso, também ao contrário da Maria já estão habituados a ganhar pouco e devem habituar-se a ser competitivos.
A nossa Maria merece.
Também a título de exemplo, seriam necessários os descontos de IRS de 92 portugueses com um salário de 500 Euros a descontar à taxa de 20%.
Novamente, a nossa Maria merece."

sexta-feira, janeiro 13, 2006

 

Ele anda aí!

E eis que aparece Santana, em plena campanha eleitoral, renascido das cinzas que ele próprio criou. Pasmem-se os mais distraídos: disse coisas que se têm ouvido da boca de Soares. Ensimesmado lá vai repetindo a dramatização das dificuldades ao Governo e que Cavaco não é líder de nada, ele que nem pense em considerar-se o líder do centro-direita, que nos 10 anos em que lá esteve ninguém o ouvia...
Santana esqueceu-se que já ninguém ouve é o que ele diz. Mesmo com o anuncio do final da travessia no deserto e o regresso ao parlamento para fazer oposição (!?), ninguém pareceu ficar muito espantado, porque ninguém percebe porque é que este homem diz estas coisas. Ele continua sem perceber verdadeiramente o que aconteceu a 20 de Fevereiro.
Pelo menos uma coisa é certa, este homem tem alto astral!!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?