quarta-feira, janeiro 18, 2006

 

Fartar de Vilanagem

Notícia do Independente

Um deputado municipal e ex-assessor de António Guterres quer cobrar ajudas de custo referentes a uma deslocação de 4600 quilómetros para estar presente numa reunião da assembleia municipal de Mação.
João Simões de Almeida tem residência oficial em Bruxelas e apresentou um boletim itinerário de ajudas de custo em que assume ter realizado de automóvel a viagem entre Bruxelas e Mação (ida e volta). Como o quilómetro equivale a 36 cêntimos, o deputado socialista pretende que lhe sejam pagos, só de gasolina, 1656 euros. Se a este valor se juntar a senha de presença de 56 euros e ainda o subsídio de 170 euros por ter de faltar ao serviço, Simões de Almeida "candidata-se" ao pagamento da módica quantia de 1882 euros. Tudo para estar presente na reunião de 29 de Dezembro. Segundo o boletim itinerário que preencheu, este ex-colaborador de Guterres foi de Bruxelas para Mação no dia 28, tendo regressado a Bruxelas no dia 31, às 19h00. Portanto, oficialmente, o agora funcionário comunitário passou boa parte do último dia do ano na estrada, chegando ao destino cinco escassas horas antes da dobragem de ano. Só que o membro da assembleia municipal de Mação foi visto no avião que fazia o percurso Iisboa-Bruxelas, no dia 4 de Janeiro, no voo TV 507 da Virgin Atlantic Airlines, que saiu às 19hlO. Curioso é que Simões de Almeida apresente o boletim itinerário no dia 30 de Dezembro, ainda antes de fazer a viagem de retorno para Bruxelas. O presidente da Câmara de Mação, José Saldanha Rocha, mandou suspender o pagamento solicitado no boletim e remeterá o caso para o Ministério Público, a Inspecção- -Geral da Administração do Território (IGAT) e a tutela. O autarca social- -democrata disse ao Independente que a situação é "inadmissível", podendo configurar um caso de "burla e extorsão". Contactado pelo Independente, João Simões de Almeida diz que agiu dentro da legalidade e que quando se candidatou foi claro quanto ao local de residência. Sobre a viagem de avião a 4 de Janeiro, não a desmente mas recusa fazer mais qualquer comentário por considerá-la do "foro privado". O socialista garante que nos dias 28 e 31 de Dezembro fez mesmo de carro, respectivamente, as viagens Bruxelas-Mação e Mação- -Bruxelas. Confrontado com a contradição entre esta prática e as restrições impostas pelo governo de José Sócrates, Simões de Almeida refuta- -a e afirma não ter culpa que a reunião fosse marcada para aquele dia. Rapaz socialista. A residência indicada por Simões de Almeida já levantara problemas. Por isso os serviços da câmara, ainda antes de qualquer situação concreta de deslocação, pediram um parecer jurídico à Comissão de Coordenação da Região Centro. Esse parecer recomendava o pagamento, sempre de ida e volta, da viagem de avião Bruxelas-Iisboa (sem especificar a classe) e dos quilómetros do trajecto lisboa-Mação. Calculadas as despesas destas duas viagens, o encargo para a autarquia rondaria, no máximo, os 450 euros (menos 1200 euros do que o apresentado). Durante a campanha eleitoral, e quando foram levantadas algumas dúvidas quanto à distância e despesas inerentes à distância entre Mação e Bruxelas, Simões de Almeida disponibilizou-se para doar a senha de presença a que tinha direito por cada reunião para instituições de carácter social desde que todos os membros da assembleia municipal o fizessem.
Simões de Almeida é, desde meados de 2004, funcionário da Direcção- -Geral de Justiça e Assuntos Internos em Bruxelas. Este funcionário público destacado pelo governo português foi assessor jurídico de António Guterres durante o seu primeiro executivo. Mais tarde foi vogal do conselho de administração do Instituto da Droga e Toxicodependêncía, tendo depois saltado para adjunto do presidente da Câmara de Santarém (então socialista). Simões de Almeida foi líder da concelhia do PS de Mação e cabeça de lista dos socialistas à assembleia municipal nas últimas eleições autárquicas.

Comments:
xuxas xuxas!!!!
 
xuxas xuxas!!!!
 
Já devia estar demitido.
E ir andar por aí, como certo autarca que espatifou 23 mil contos num automóvel que pasados tres anos está a apodrecer na cãmara (CML)
 
This is very interesting site...
» » »
 
That's a great story. Waiting for more. »
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?