terça-feira, julho 11, 2006

 

A teia

Quando cheguei de férias, tinha uma multa no meu carro. Mas esta multa foi indevidamente passada, pois tenho selo de morador que me isenta do pagamento do estacionamento.

Embora o erro tenha sido da PSP, fui resolver o problema e para tal dirigi-me à PSP. Quando expus a situação, foi-me dito peremptoriamente que a multa já estava com a DGV e como tal, quando a multa chegasse a casa, teria de esclarecer o assunto com a DGV. No entanto, chegou a multa, não da DGV mas da PSP, mas para uma morada antiga, a ser levantada nos CTT. Dirigi-me aos CTT a fim de solicitar o envio da multa de um posto dos CTT para outro. Foi-me dito que como tinham passados mais de 3 dias desde a entrega da multa, que esta tinha sido devolvida ao remetente, ou seja, à PSP.
Resumindo, ao querer resolver esta situação que tem origem na incompetência de um qualquer PSP, vejo-me envolvida nesta teia de entidades que vão empurrando o problema, umas para as outras...

Aguardam-se as próximas etapas da resolução deste problema...

sábado, julho 08, 2006

 

Os primeiros candidatos a ir para a rua!

Estado paga a 1.830 funcionários requisitados pelos sindicatos...

Os primeiros dados oficiais sobre os destacamentos de funcionários públicos indicam que 1830 trabalhadores são pagos pelo Estado para trabalhar nas organizações sindicais, segundo indica o semanário Expresso.

Como é possível que não sejam os associados mas sim os contribuintes a pagar os funcionários dos sindicatos. Quando todos estão contra as regalias e as reformas dos políticos surge mais esta notícia.

Assim não há défice que resista.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?